Os portugueses estão a pagar 100 euros a mais de IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis, revela a DECO. A Associação de defesa do consumidor aconselha a fazer uma simulação, para saber se está a pagar a mais.

A DECO revela que desde que lançou o simulador Pague Menos IMI, há cinco anos, foram feitas mais de 900 mil simulações, onde detectaram cerca de 95 milhões de euros cobrados indevidamente. Em média, cada consumidor pagou mais 100 euros do que deveria.

O pagamento indevido deve-se sobretudo, porque o imposto é calculado em função do valor patrimonial tributário dos imóveis e as Finanças não o atualizam todos os anos. “Em causa estão três coeficientes, que as Finanças poderiam actualizar automaticamente. Mas só o fazem quando o proprietário toma a iniciativa”, revela a DECO.

Os três coeficientes diz respeito à idade do imóvel, no portal das finanças fica sempre registado a idade que o prédio tinha na última atualização. A localização é outro coeficiente de que foi revisto em todo o país no ano passado e, em alguns casos, pode ter repercussões no valor do imóvel. O valor de construção de cada imóvel, fixado em 603 euros desde 2010 pelo Governo, é o terceiro coeficiente. “Mas é provável que os imóveis que não foram avaliados desde então ainda tenham este valor desactualizado”, escreve a DECO.

A associação revela ainda que para quem pretende saber se está a pagar imposto a mais, terá de inserir os dados da caderneta perdial na simulação. Quem já fez a simulação há mais de três ano, pode voltar a fazer.

A DECO aconselha que se verificar que está a pagar a mais pode imprimir o modelo 1 do IMI, “preencha-o e apresente-o no serviço de Finanças, solicitando a actualização do valor do imóvel. O simulador dá todas as instruções. O pedido é gratuito e tem de ser entregue até 31 de Dezembro para ter efeito no ano seguinte”.