A Caixa Geral de Depósitos coloca para venda o emblemático quarteirão da CGD na Rua do Ouro, na Baixa Pombalina e mais dois terrenos em Lisboa.

Para a venda deste portfólio foi instituída a consultora Cushman & Wakefield (C&W) em regime exclusivo. Segundo Ana Gomes, Associate e directora de Promoção e Reabilitação da C&W em Portugal, “esta é uma rara oportunidade de, por um lado, reabilitar um edifício marcante pela sua posição e enquadramento no centro histórico da capital; e por outro, de constituição de uma bolsa de promoção futura com grande potencial de desenvolvimento residencial em localizações estratégicas da cidade. O mercado está muito atento a oportunidades de aquisição de imóveis de grande qualidade e cuja reconversão ou promoção possa resultar em projectos atractivos, criando novas dinâmicas e actividades em benefício de residentes e visitantes”.

A consultora indica que os processos de comercialização estruturados iniciados este mês prevêem a venda até Outubro de 2018.

O quarteirão da Caixa na Rua do Ouro de arquitectura da baixa pombalina, foi praticamente todo reconstruído na década de 60 do século passado, o edifício, que totaliza cerca de 13.000m2.

Um terreno para promoção localizado na Avenida João XXI, junto ao edifício sede da Caixa Geral de Depósitos faz parte do segundo imóvel do portfólio. Trata-se de um terreno, com 1.264m², está classificado como Espaço Central e Residencial no PDM de Lisboa e poderá permitir a construção de um projecto residencial com mais de 7.000m² de construção acima do solo.

O terceiro activo é um terreno de Telheiras, que está localizado em frente às instalações do Hospital da Marinha, conta com cerca de 8.100m². Está integrado em espaço Urbano Central e Residencial a Consolidar e “poderá permitir, no futuro, um projecto residencial com alguma dimensão numa zona também de referência na cidade para projectos residenciais de gama média alta e alta”.