Lisboa voltou a ser finalista do galardão “Capital Verde Europeia 2020”, uma iniciativa da Comissão Europeia que premeia as cidades que apostam em políticas para se tornarem cidades amigas do ambiente.

De acordo com a Câmara Municipal de Lisboa, ao longo de 12 parâmetros, avaliados por um júri técnico, Lisboa voltou a ser escolhida para o lote de cidades finalistas e novamente a ser a única do sul da Europa nesta posição.

“Esta escolha é já um justo prémio para valorizar as políticas de qualificação urbana e ambiental que têm vindo a ser adotadas de uma forma consistente nestes últimos anos na cidade, mas a autarquia considera que estão reunidas as condições para que o prémio seja atribuído a Lisboa e vai empenhar-se totalmente nesta segunda fase para atingir esse objectivo”, escreve a Câmara de Lisboa.

Os 12 parâmetros ambientais avaliados:

  1. Alterações Climáticas: Mitigação
  2. Alterações Climáticas: Adaptação
  3. Mobilidade Urbana Sustentável
  4. Planeamento Urbano Sustentável
  5. Natureza e Biodiversidade
  6. Qualidade do Ar
  7. Ruído
  8. Resíduos
  9. Água
  10. Crescimento verde e Eco‐inovação
  11. Eficiência Energética
  12. Governança