Portugal é conhecido como um porto seguro e a porta de entrada para o continente europeu por parte dos investidores brasileiros.

Segundo a InfoMoney com a Bloomberg os brasileiros procuram o visto gold que lhes dá a cidadania e o acesso ao resto da Europa. A publicação indica ainda que Portugal oferece algumas das tributações mais baixas dos países europeus e “ainda possui um programa de isenção fiscal total por 10 anos para novos moradores  – que passaram os últimos cinco anos noutros países – chamado incentivo fiscal ao imigrante”.

O facto de se falar o mesmo idioma contribui para esta procura mas não apenas isso, o artigo avança que os especialistas consideram Portugal “o país com o visto ‘mais fácil do mundo’ para investidores qualificados. Isso porque existe uma modalidade que exige apenas investimento, sem residência comprovada, parentesco com europeus ou outras exigências acessórias”.

Pedro Barreto, CEO da Ativore, que faz asssesoria a investidores brasileiros em investimento imobiliário em Portugal e nos Estados Unidos, identifica Portugal como um porto seguro.

A rentabilidade dos investimentos é outro dos motivos para esta aposta no imobiliário português. “Os dados comprovam: o preço médio do m² em Lisboa subiu quase 37% em 2017, maior alta da história. No país como um todo, o aumento médio foi de 25,09%, de acordo com dados oficiais da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal e compilados pela advogada Paula Farias, também especializada no tema”, lê-se no artigo.

O investimento preferido dos investidores brasileiros é a reabilitação de edifícios, seja individual ou em parceria com outros investidores. Também Pedro Barreto afirma que Portugal é um destino da moda e por isso, deve-se aproveitar agora a oportunidade e investir.