Em Lisboa vive-se um espírito bairrista. Hoje visitamos o Príncipe Real, Alvalade e Areeiro e dizemos-lhe como é viver nestas zonas.

Lisboa é conhecida pelas suas sete colinas e pelos bairros. São mais de 100, dos mais aos menos populares. Embora tecnicamente a subdivisão administrativa de Lisboa seja a freguesia, a verdade é que existe uma divisão informal e popular da cidade em bairros.

O conhecido bairro do Príncipe Real, por exemplo, pertence, na verdade, à freguesia da Misericórdia, mas “funciona” a ritmo próprio.

O estudo do Imovirtual

Entre abril e setembro de 2018, o Imovirtual desenvolveu um estudo a nível nacional denominado “Ideal Neighborhood”, no qual os utilizadores avaliaram as suas zonas de residência, na Grande Lisboa.

Os resultados são úteis para compreender o que mais agrada e desagrada os habitantes.

Como é viver no Príncipe Real?

Conhecido pelos seus jardins, miradouros, lojas de antiguidades e palacetes, o Príncipe Real é ainda um bairro sobretudo residencial.

O mercado, os restaurantes, esplanadas a cada esquina e o artesanato urbano contribuem certamente para que seja muito procurado para viver, inclusive por jovens. Que o diga a conceituada atriz Scarlett Johansson que escolheu esta zona para viver na capital portuguesa.

Cada vez mais cosmopolita, a vida no Príncipe Real é agitada e existe sempre algo para fazer. Talvez por isso mesmo, a melhor pontuação atribuída à freguesia da Misericórdia tenha sido precisamente na categoria: “Lojas e Restaurantes”.

A vida em Alvalade

Pertencia à freguesia de Campo Grande, mas desde 1959 que Alvalade “conquistou a independência”. Ruas planas e planeadas que de quando em vez fazem nascer uma praça, o comércio de rua, os restaurantes novos, os cafés cheios de histórias: assim é descrita a freguesia no site “ Viver Alvalade”.

Alvalade é talvez uma das zonas mais versáteis da cidade, tão moderna quanto tradicional.

No Estudo do Imovirtual ficou classificado no Top 10 das Melhores freguesias da Grande Lisboa, com uma boa pontuação geral, mais alta nas categorias: “segurança”, “transportes públicos, “estabelecimentos”, “lojas e restaurantes” e “acessos”.

Como é viver no Areeiro?

O Areeiro é um bairro lisboeta cheio de vida. Variedade não falta – desde vivendas a prédios altos e comércios diversos espalhados da Avenida de Roma à Avenida João XXI. Trata-se de uma zona residencial e familiar que atrai muitos jovens estudantes (está nas imediações do Instituto Superior Técnico).

No Estudo do Imovirtual aparece como a décima melhor freguesia para se viver, na Capital, obtendo altas pontuações nas categorias “transportes públicos” e “estabelecimentos”.

E então, qual das zonas mais lhe agrada?

Leia também:  Cidades com melhor qualidade de vida: Lisboa sobe 5 posições”