As licenças de construção nova e reabilitação de edifícios habitacionais emitidas nos primeiros sete meses pelas Câmaras Municipais, cresceram 22,6% em termos homólogos.

A Síntese Estatística de Habitação divulgada pela AICCOPN, revela que foram emitidas 8.620 licenças. Quanto ao licenciamento de fogos em construções novas, verifica-se uma subida de 38,3%, em termos homólogos, para um total de 11.404 habitações.

Ainda no período em análise, também o novo crédito concedido, pelas instituições financeiras, para aquisição de habitação, registou uma subida, em termos homólogos, de 26,4% para 5,69 mil milhões de euros.

Já o stock de crédito concedido pelas instituições financeiras às empresas do sector da construção e imobiliário registou, em Julho, uma quebra homóloga de 4,9%.

Relativamente  ao valor médio da avaliação bancária na habitação, a síntese revela que o estimado em Julho foi de 1.187 euros por m2 , valor que traduz um aumento de 6,3% em termos homólogos. Nos apartamentos, assistiu-se a uma subida de 6,7% para 1.252 euros por m2 e nas moradias verifica-se uma subida de 5,6% para 1.102€ por m2.

Na Área Metropolitana de Lisboa, a região em destaque deste relatório, observou-se um aumento de 26,0% nos fogos licenciados em construções novas até Julho. Destes, 70,8% são de tipologia T3 ou superior, 23,6% de tipologia T2 e 5,6% de tipologias inferiores. Quanto aos valores de avaliação bancária na habitação nesta região verificou-se, em Julho, um aumento em termos homólogos, de 7,9% para 1.468 euros por m2.

Veja mais notícias do mercado imobiliário aqui.
Encontre a casa dos seus sonhos no Imovirtual.