Quer comprar casa, mas não sabe bem em que freguesia?

Vai mudar de casa, mas tem dúvidas quanto ao sítio onde prefere viver? Então acompanhe esta série de artigos para ficar a conhecer as freguesias e zonas limítrofes de Lisboa, a começar pelo Lumiar, Odivelas e Oeiras.

  • Lumiar

Na zona norte da capital, esta freguesa delimita a fronteira com Odivelas. No mapa, está ladeada por Carnide e Santa Clara, mas também se encosta a Alvalade e Olivais.

Existem cerca de 19 mil famílias a viver na freguesia, num total de 1.850 edifícios habitacionais. A maior parte dos seus edifícios são recentes e datam dos anos 70, 80, 90 e mesmo do início do século.

A população é mais jovem que a média em Lisboa. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), esta freguesia é também das mais baratas. O metro quadrado de uma casa custa entre 8,3€ e 9,62€.

Esta é uma zona maioritariamente residencial, próxima de escolas (como a Escola Secundária do Lumiar e o Colégio Santa Doroteia).

Das três zonas em análise esta é a única que faz parte da Grande Lisboa e, por isso, os acessos e transportes para se deslocar na cidade são melhores que em comparação com Odivelas e Oeiras.

  • Odivelas

Odivelas faz parte do distrito de Lisboa, e da sub-região da área metropolitana de Lisboa. É servida linha amarela do metro e, apesar de distante do centro da cidade, os acessos são bons. Tem uma vida independente da de Lisboa e tem uma grande variedade de serviços e comércios.

A cidade tem cerca de 144 mil habitantes. Em Janeiro deste ano, o Jornal de Negócios anunciava que Odivelas estava entre as freguesias que mais tinha valorizado ao nível do mercado imobiliário – subiu 16,5% nos valores da avaliação imobiliária. Em Outubro de 2017, o valor do metro quadrado era de 1.753€, enquanto no período homónimo de 2018 já é 1.878€.

  • Oeiras

Este conselho de Lisboa tem cerca de 173 mil habitantes e engloba várias freguesias que se estendem entre Carnaxide, Algés até Porto Salvo.

No terceiro trimestre de 2017, o metro quadrado em Oeiras custava 1.572€, um valor baixo tendo em conta que a média praticada em Lisboa é de 2.315€. A sub-região de Lisboa foi a área cujos preços mais aumentaram, por isso, não é de admirar que Oeiras tenha passado a ser uma zona mais requisitada.

Enquanto município com alta densidade populacional, Oeiras oferece todos os serviços e comércio a que a zona obriga: agrupamento de escolas de Paço de Arcos, Colégio Monte Flor, entre outros. Não faltam opções de serviços e comércio.

Ao contrário das anteriores, a oferta em termos de transportes é um pouco mais reduzida, uma vez que não existe ligação de metropolitano até lá. No entanto, pode sempre optar pelo comboio, o transporte de eleição dos moradores do conselho. A viagem até Lisboa-centro e demora cerca de 30 minutos, consoante a freguesia de onde parta.

Fique por aí para saber mais sobre as freguesias da capital e, quem sabe, descobrir onde prefere viver.