Por vezes, há dias no mês para além do ordenado. Acontece, ainda sobra mês depois de o ordenado acabar. Deixamos-lhe uma série de dicas de poupança nas despesas fixas e outras que pode aplicar no seu dia-a-dia.

Na altura de receber o ordenado, é essencial que o saiba gerir corretamente. Por vezes não se trata de uma questão de quantidade, mas falta de planeamento. A verdade é que existem tentações que são verdadeiros atentados contra o seu salário. Nestes momentos, é essencial que pense a longo prazo e evite gastar demais. Deixamos-lhe aqui uma série de dicas que o podem orientar todos os meses. Contudo, não seja demasiado rigoroso. Afinal o seu salário não serve só para pagar contas, mas também para realizar sonhos (viagens, produto específico, serviço, etc).

Estabeleça metas e defina prioridades

A poupança começa logo no dia em que recebe o salário. Se já tem compromissos marcados para esse mês ou alguma despesa extra, ponha de parte logo de imediato a soma que vai cobrir essas atividades. Assim só vai gastar o que lhe sobra e não dinheiro de que vai precisar.

A água é um bem finito – consuma-a de forma consciente

Além das típicas dicas relacionadas com fechar a água quando escova os dentes, vá mais além e invista em redutores de caudal. Um acessório tão simples que pode reduzir os consumos de água em 50%. Não só está a reduzir o valor final na conta da água, como está a respeitar o ambiente. Além disso esteja atento a pequenas fugas e repare-as quanto antes para que não se desperdice água.

Washing up before dinner

Também pode poupar no crédito à habitação

Se o seu spread for superior a 2% (taxa de juro aplicada pelos bancos e que representa a sua margem de lucro), procure um mais baixo que lhe permita poupar algum dinheiro. Saiba tudo sobre como obter um bom crédito para habitação aqui (introduzir link para artigo).

Luz desligada é conta poupada

Uma das principais formas de evitar uma conta de luz exorbitante é ir apagando as luzes atrás de si. Além disso prefira as lâmpadas economizadoras ou de baixo consumo. É que duram mais e consomem bastante menos energia. A suficiente para que note alterações na conta no final do mês. Quanto ao equipamento, evite os modos stand-by e use a máquina de lavar roupa apenas quando estiver cheia e durante a noite, quando as tarifas são mais baixas.

Fogão: o eletrodoméstico que mais gasta

Se prefere o fogão ao micro-ondas na hora de preparar refeições saiba que pode adquirir hábitos que vão resultar numa poupança de dinheiro: use sempre que possível os bicos do fogão mais pequenos já que gastam menos e fazem o seu papel na mesma. Além disso, esteja a cozinhar no fogão ou a usar o forno, desligue os preparados 10 minutos antes de estarem no ponto e tape. O calor residual vai acabar por confecionar as suas refeições sem necessidade de manter o eletrodoméstico ligado.

Negoceie os pacotes das telecomunicações

Com a crescente oferta de pacotes apetecíveis por parte das companhias de telecomunicações negoceie aquele que lhe interessa para que consiga vantagens acrescidas. Prefira pacotes que incluam todos os seus aparelhos – telemóvel, telefone, televisão e internet – para que seja mais fácil controlar os seus gastos.

No entanto, não poupe na diversão: há sempre opções de lazer gratuitas. Depois de pagar as despesas, vá jantar fora ou permita-se um mimo. O seu salário existe para lhe permitir qualidade de vida.