A decoração minimalista caracteriza-se sobretudo pela simplicidade, funcionalidade e organização. Confortável?

Acredita-se que a origem do minimalismo tenha acontecido após a Segunda Guerra Mundial, quando muitas pessoas perderam tudo e precisaram de aprender a viver com menos. sNa altura, este estilo surgiu de uma serie de movimentos culturais e artísticos. Caracteriza-se pela máxima do “menos é mais”.Ambientes decorados de forma cuidadosa, contendo apenas o essencial e aliando funcionalidade à estética – é disto que trata a decoração minimalista.  Para obter ambientes funcionais e ao mesmo tempo confortáveis e bonitos, é preciso abdicar de tudo o que é desnecessário.

Por propor ambientes simples e visualmente limpos, sem muita informação, com cores neutras e objetos de linhas retas, o estilo minimalista é muitas vezes confundido com o Escandinavo e o Industrial.

Espaços amplos, móveis, objetos e arrumação

Se deseja uma decoração minimalista não pode ter medo de espaços em branco ou vazios. A ideia é facilitar ao máximo a circulação e dar uma sensação de grandeza. Opte por um mobiliário simples, básico, low-cost, de linhas estreitas.

Crie um ambiente sofisticado, evitando prateleiras para que não existam objetos desnecessários à vista. A arrumação é muito importante: mantenha apenas o essencial e depois acrescente uma ou outra peça decorativa mais marcante.

E pronto! Além de conseguir um espaço prático, funcional e requintado, ainda pode fazê-lo sem gastar fortunas.

Materiais

Vidro, madeira, inox, espelho, cromado, mármore, granito, pele: eis os materiais chave na decoração minimalista. No chão, as opções mais acertadas são a madeira, betão, linóleo, cerâmica natural ou mesmo a pedra.

As paredes podem ser deixadas com o seu material original, pintadas numa cor neutra ou decoradas com uma ou outra moldura.

Cores

Evite misturar cores opostas, papeis de parede ou cores berrantes. No estilo minimalista prioriza-se a simplicidade. As cores ideais serão as neutras como os brancos, cinzas, beges ou preto.

Luz

Quanto mais natural, melhor! A luz do sol combina na perfeição com este tipo de ambientes. Já sabe, mantenha os estores para cima.

No caso de não ter uma boa localização em questões de luminosidade, aposte em candeeiros discretos e lâmpadas cuja luz não seja demasiado intensa.

Funcionalidade e organização

Simplicidade, funcionalidade e organização são as regras de ouro do estilo minimalista. Tudo deve de ter o seu lugar, a sua função e encaixar harmoniosamente no ambiente envolvente.

A limpeza, essencial, estará facilitada. Quanto menos objetos e moveis, menos terá o que limpar. Os espaços poderão ser muito melhor aproveitados. Daí que este estilo seja tendência principalmente para apartamentos pequenos.

O minimalismo é tendência e veio para ficar. Afinal além de ser sinónimo de bom gosto é amigo da carteira. O que acha?

Acompanhe as últimas tendências de decoração aqui no blog. E se está à procura de casa, confie no portal imobiliário nº1 em Portugal – o Imovirtual!

Leia também: Tem um apartamento pequeno e não sabe como aproveitar o espaço?